segunda-feira, 5 de junho de 2017

Curso Barras de Access


Você lembra da última vez da sua vida em que esteve totalmente relaxado, nutrido e cuidado?
Quanto da sua vida você passa fazendo em vez de recebendo?

Você sabia que existem 32 pontos na cabeça que, quando tocados com suavidade, liberam sem esforço e com facilidade  o que quer que seja que não lhe permita receber?
Estes pontos contem todos os pensamentos, idéias, crenças, emoções e considerações que você armazenou em qualquer vida. Essa é a oportunidade de você soltar tudo!


Receber uma sessão de Barras na pior das hipóteses é como se você tivesse recebido uma grande sessão de massagem, na melhor das hipóteses toda a tua vida muda.

    
Os benefícios imediatos mais comuns após uma sessão de Barras de Access:
  • Melhora da clareza, disposição e concentração mental e da capacidade de resolver problemas
  • Redução da ansiedade, depressão, pensamentos agitados e problemas de sono
  • Aumento da alegria, da satisfação e da motivação diante da vida
  • Relaxamento profundo, mais energia, disposição e ânimo.
  • Eliminação de padrões de comportamento negativo
  • Recuperação rápida de cirurgias com menos dores
  • Redução de conflitos internos e externos
  • Fortalecimento do sistema imunológico
  • Redução de tensões físicas e mentais.
  • Alívio de traumas e de stress
  • Paz interior

  Data do curso: 5 de Agosto 2017
  Local: Fazenda dos Anjos - Cambuquira - MG


  Inscrições acessar esse link: goo.gl/forms/REKpXi4YLRma3yye2


sexta-feira, 26 de maio de 2017

5 FERRAMENTAS PARA LIDAR COM A SOLIDÃO

Já notou quão silencioso pode parecer quando a atividade extra de um feriado desaparece? Muitos de nós gastamos algumas semanas nos preparando para o aumento de atividades, tempo extra com amigos e família, preparação de comida, compras e embrulhando presentes para os pequenos, viagens e então wham ... já acabou.
Enquanto podemos ficar aliviados em deixar a agitação para atrás, para muitos de nós, há uma sensação de solidão que segue.
O que VOCÊ faz quando começa a se sentir sozinho? Você se isola ainda mais? Você procura algum tipo de distração temporária? Você acha que deve haver algo de errado com você e procura maneiras de corrigir isso?
Você estaria disposto a considerar que não importa quão solitário você se sinta, você não está sozinho? Existe uma maneira de ir além da solidão e ter uma maior sensação de paz.
Aqui estão cinco ferramentas para ajudá-lo quando se lida com a solidão:
1. Comece cada dia fazendo perguntas
Às vezes, quando você está acordando de manhã, aquele sentimento de solidão vem correndo. Pode sentir como se um elefante estivesse
se sentando em sua cabeça e você só quer voltar a dormir, esperando que ele vá embora.
A próxima vez que você perceber isso, em vez de embarcar mais profundamente na solidão, faça uma pergunta. Fazer perguntas pode empoderá-lo a mudar qualquer coisa.
Aqui estão algumas perguntas que você pode fazer:
O que posso ser ou fazer hoje diferente para ir além desta solidão?
Como isso pode melhorar?
O que mais é possível aqui que eu nunca considerei?
Um dos problemas com a solidão é que não vemos outras opções. Quando você faz uma pergunta, mesmo uma simples como, "O que mais é possível aqui que eu nunca considerei?" Você abre a porta para novas possibilidades que você não podia ver antes.
2. Pare de tentar se corrigir
Quando você se sente sozinho, quando você tem pensamentos de depressão, quando você não consegue encontrar esse sentimento feliz, não importa o quanto você tente, muitas vezes você decide que há algo errado com você e então começa desesperadamente tentar se corrigir. E se não há nada de errado com você? E se você não precisa ser corrigido?
Passamos tanto tempo julgando nossos corpos e nós mesmos e estamos tão acostumados a acreditar que estamos errados. Você estaria disposto a deixar isso ir? Você estaria disposto a considerar que você não está tão confuso quanto você decidiu que é? Tente fazer esta pergunta todos os dias, "O que é certo sobre mim que eu não estou recebendo?"
Gostaria de saber quanto mais leve você se sentiria se parasse de se julgar?
3. Faça coisas que são divertidas para você
Quando a solidão parece esmagadora, é fácil parar de fazer as coisas que gostamos. Em vez de se divertir e aproveitar a vida, tendemos a nos retirar ainda mais.
Faça a escolha para mudar isso. Por uma hora por dia, faça algo que seja divertido para você. Seja lá o que for. Ir caminhar. Leia um livro. Vá dançar. Seja o que for beneficiar você, por uma hora por dia, faça isso.
4. Conecte-se com pessoas que são gentis com você
Existem pessoas que realmente agregam à sua vida e que você parou de se conectar? Quanta alegria você teria se reconectasse com as pessoas que tem sido presentes incríveis em sua vida?
Quanto isso acrescentaria à sua vida se você fosse capaz de receber a nutrição e o cuidado de TODOS ao seu redor?
Comece hoje. Alcance. Reconecte.
5. Pare de assumir a energia dos outros
E se a solidão que você sente todos os dias não for sua? Eu sei, isso soa estranho. Mas, aqui está a coisa, cerca de 98% dos pensamentos, sentimentos e emoções que você experimenta não são seus de verdade. Você é como um grande receptor de rádio. Você capta tudo que está acontecendo em torno de você e acredita que todo esse peso é seu, quando não é.
Aqui está o que você pode fazer. Durante três dias, cada vez que você notar a solidão, pergunte: "A quem pertence isso?" Se você notar que as coisas se tornaram mais leves quando você fez a pergunta, ela nunca foi sua.
Você não tem que estar no efeito da solidão. Para começar, reconheça que não há nada de errado com você. Escolha fazer perguntas, faça as coisas que são divertidas para você e se conecte com as pessoas que contribuem para você. Você vai descobrir que não está mais sozinho.
Autor: Dr Dain Heer / Tradução: Luciana Ricarte

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Terapia Craniosacral no tratamento da Demência



Demência é uma  forma de declínio da memória e das  habilidades de pensamento que muitas vezes ocorre em pessoas  de idade avançada. Você se preocupa com essa possibilidade assustadora para seus entes queridos? Se você tem alguma preocupação neste sentido, você pode estar interessado na abordagem de vanguarda que foi desenvolvida por Michael Morgan LMT, CST-D que tem vindo a adaptar as técnicas de terapia Cranialsacral para lidar com diminuições no funcionamento mental. 
Enquanto o pensamento e a memória, como a atenção e outros aspectos do funcionamento cognitivo são áreas que os psicólogos abordam, às vezes as terapias de outros campos são importantes para nós e para os nossos clientes a conhecer. 
Fiquei interessado, portanto, quando eu recentemente conheci Michael Morgan em uma conferência para os autores. Eu queria saber mais sobre suas inovações no Instituto Upledger - Terapia Craniossacral, inovações que têm vindo a pavimentar o caminho para aplicar as técnicas de Craniosacral para o tratamento da doença de Alzheimer e outros tipos de demência. Embora eu mesmo não ter visto o tratamento feito, qualquer novo avanço na redução dos défictis cognitivos de envelhecimento me interessa.
Segue entrevista com Michael.
Dr. H: Quão comum é a demência, incluindo a doença de Alzheimer ?
MM: Mais de 5 milhões de americanos são diagnosticados com a doença de Alzheimer e a maioria deles são 65 anos e mais velhos.
Dr. H .: Isso é muito! Quando você saberia se alguém tem Alzheimer ou está em risco de demência (perda de capacidades cognitivas)? 
MM: Os sintomas podem ser detectados tão cedo quanto 40 a 50 anos de idade e é uma doença que gradualmente piora ao longo do tempo.



Dr. H .: Então, o que é Terapia Craniosacral? Com o que se parece? 
Como se sente ao paciente?
MM: A Terapia Craniossacral é uma maneira muito suave e não invasiva para um terapeuta sentir, com suas mãos, a ação de bombeamento suave do fluido espinhal cerebral, que circula dentro do crânio, ao longo da medula espinhal e até o sacro. Daí o nome de Terapia Craniossacral.
Assim como um médico pode palpar, ou sentir o ritmo cardíaco e uma enfermeira pode sentir o aumento e queda do peito, um terapeuta com as mãos suavemente colocadas no corpo pode sentir este movimento suave do ritmo craniano.
O que um cliente ou paciente normalmente sente é um estado de grande relaxamento. Muitas vezes o paciente adormece e, em seguida, emerge sentindo descansado de uma sessão.  
Dr. H .: De onde veio esta técnica inicialmente? 
E que outras condições psicológicas, cerebrais ou de cabeça 
podem tratar?
M: O tratamento craniossacral produz resultados muito bons em crianças com autismo , ferimentos na cabeça fechados, dores de cabeça, enxaquecas, concussões e agora nesta aplicação recém-pioneira com Alzheimer e demência.
Dr. H: Você me disse que usa a Técnica Craniossacral para combater a doença de Alzheimer e outras demências de cinco maneiras. Quais são essas cinco maneiras?
MM: A primeira maneira Craniosacral terapia (CST) funciona é através do aumento do movimento do líquido cefalorraquidiano (LCR). Este líquido claro é um líquido natural que é encontrado em torno da coluna vertebral e do cérebro e que promove segurança mecânica e imunológica dentro do nosso crânio para regular o fluxo sanguíneo. O fluxo sangüíneo remove os poluentes e permite a circulação equilibrada.  À medida que envelhecemos, nossos corpos produzem menos LCR colocando-nos em maior risco de envelhecimento e complicações de saúde.  O "Still Point “ Tecnica da Craniosacral,  neutraliza estas questões através da erradicação de toxinas e melhora da função cerebral.
Dr. H: Isso parece potencialmente útil. Qual é a segunda maneira?
MM: Em seguida, pretendemos diminuir o tom simpático, que sobe muito em resposta ao estresse . Falta de sono e acumulação de toxinas são apenas dois dos efeitos colaterais que podem vir de alto funcionamento do sistema simpático. A TCS auxilia na redução de nosso sistema simpático, incentivando o corpo a obter uma noite de sono completo e remover as bactérias indesejadas.
Dr. H: Tenho certeza de que qualquer coisa que melhore o sono provavelmente será saudável.   Qual é o terceiro aspecto da TCS?
MM: A TCS reduz a inflamação em todo o corpo e cérebro.  Inflamação de tecidos cerebrais contribui para a doença de Alzheimer e demência. A TCS neutraliza estas questões. Stress, maus hábitos alimentares e outros fatores de vida podem aumentar a inflamação no corpo, incluindo no cérebro. 
A craniocral pode ajudar o sistema imunológico, reforçando seus sistemas de defesa e, finalmente, diminuir a inflamação.

Dr.H: Reduzir a inflamação é provável que seja útil para muitos distúrbios. 
E a quarta maneira?
MM: A TCS facilita a recuperação de trauma cerebral e concussões.
Existem semelhanças surpreendentes no cérebro scans de indivíduos com concussões e aqueles diagnosticados com Alzheimer. Concussões são comumente vistos em jogadores profissionais da NFL. Ricky Williams, um atleta de futebol bem conhecido, testemunhou sobre o valor da TCS em seu tratamento de concussão e recuperação. Como eu vi esses resultados, eu pensei para mim mesmo, Se a TCS  pode trabalhar para um concorrente em cenários de alta intensidade desportiva, talvez  iria trabalhar para os 5,4 milhões de pacientes atualmente diagnosticados com Alzheimer.
Dr. H: Eu espero que seu palpite tenha provado estar correto. 
Qual é a quinta maneira  que TCS parece ajudar com o funcionamento 
cognitivo que tem vindo a diminuir com a idade?
MM: Nós vemos a memória global dos nossos pacientes e o funcionamento do cérebro melhorar. À medida que envelhecemos, muitos de nós têm habilidades diminuídas para reter memória e / ou para se lembrar de informações específicas. A Terapia Craniosacral ajuda no movimento global do fluido corporal necessária para o funcionamento do cérebro ideal.
O sangue, o líquido cefalorraquidiano e o líquido intersticial suportam a capacidade de nosso cérebro para realizar corretamente as funções. Quando esses fatores estão faltando, o cérebro recebe menos oxigênio, e assim fica mais sobrecarregado, fazendo com que processos como retenção de memória diminuam.
A TCS visa aumentar o movimento de fluido e, assim, para melhorar a memória.
Dr. H .: Estou impressionado que você tenha ensinado a terapia Craniosacral a nivel nacional e internacional nos últimos 18 anos, com uma especialidade na prevenção da doença de Alzheimer e demência. Se essas técnicas realmente revertem parcialmente o processo de envelhecimento do cérebro, isso seria um grande presente.
Texto traduzido por Valéria Brito do site : www.psychologytoday.com